6 dicas para encontrar um bom criador

Se mesmo após considerar adotar um cachorro resgatado ou abandonado, você ainda queira ou precise comprar cães de raça por algum motivo específico, lembre-se de encontrar um bom criador.

Essa decisão é fundamental antes da chegada do novo membro da família. Afinal, bons criadores de cachorros devem sempre respeitar as leis e prezar pelo bem-estar dos pets. Para te ajudar nessa escolha, preparamos uma lista com seis dicas para encontrar um bom criador. Confira!

uma criança segura um husky siberiano filhote no colo, com um gramado esverdeado ao fundo.

1. Peça referências na internet 

A internet possibilita o contato com pessoas no mundo inteiro e você pode usar a tecnologia a seu favor na hora de encontrar um bom criador. Para isso, peça recomendações para as pessoas conhecidas ou em grupos de redes sociais. 

Conversando com outras pessoas que já passaram pelo processo de compra, você fica a par de experiências positivas e negativas e garante mais segurança antes de contatar um canil. 

Ao pedir recomendações nos grupos de redes sociais, você provavelmente também receberá mensagens dos próprios criadores de cachorros. Entretanto, dê preferência às recomendações que vêm de forma natural entre os clientes. 

Para reforçar a segurança, pesquise um pouco mais sobre cada empresa antes de entrar em contato: procure, principalmente, por avaliações, reclamações e certificações. É importante prestar bastante atenção nas informações e confirmá-las, para que organizações desqualificadas não te manipulem com ideias erradas.  

2. Confira a avaliação dos canis na CBKC 

Além das recomendações de pessoas conhecidas ou de outros tutores e tutoras, é importante recorrer à avaliação da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), organização responsável pela regularização da criação de cães e da emissão de registros no Brasil. 

Uma vez por ano, a instituição publica um ranking com os 10 melhores canis (em geral) e um com os 5 melhores canis para cada raça de cachorro. Acessando o site oficial da CBKC, você confere as listas atualizadas de 2021 e as dos anos anteriores. 

Assim como na dica anterior, lembre-se de pesquisar o nome das organizações na internet e verificar a situação e a avaliação de cada uma. Cuidado nunca é demais.

uma mulher segura um cão sorridente no colo, de costas para a câmera. Ao fundo há uma grama alta e escura.

3. Opte por um canil com poucas raças

Cada raça de cachorro demanda cuidados específicos e, quando um criador possui muitas delas em um mesmo lugar, fica difícil se especializar e atender às necessidades de todas.  

Por isso, dê preferência para canis com poucas raças. Em geral, os melhores são aqueles que cuidam de uma ou duas raças, no máximo.  

4. Conheça as principais caraterísticas das raças de cachorro

Ao definir a raça que você prefere, faça uma pesquisa sobre as principais características e padrões desse tipo de cachorro. Assim, você corre menos riscos caso algum criador tente te enganar.

O conhecimento sobre as raças de cachorros também é essencial na hora de escolher um cão que combine com você e com a sua rotina.

uma mulher afaga um cachorro, deitada em sofá.

5. Visite os canis

Depois de pesquisar sobre os criadores e os pets, chegou a hora de conhecer o canil pessoalmente e garantir que se trata de uma empresa de confiança.

Durante a visita, preste atenção no local e no criador para verificar se: 

- Há interesse em te atender e esclarecer suas dúvidas; 

- O ambiente é organizado e limpo; 

- Os cães são bem tratados e livres para andar pelo local; 

- O canil possui assistência veterinária para assegurar os cuidados com a saúde

- É oferecida uma alimentação balanceada e completa; 

- O ambiente possui estrutura adequada para abrigar os cães. 

Se durante a visita você observar indícios de maus tratos, opte por outro canil e registre uma denúncia o mais rápido possível. 

Vale destacar que o interesse do criador por você e sua casa também é importante: um criador que se importa com os animais vai querer assegurar que eles estão indo para um lar seguro e carinhoso.

6. Verifique a documentação da empresa

Por último, você precisa verificar a documentação do canil. Essa etapa é tão importante quanto as anteriores e, por isso, você deve prestar atenção nos documentos.

Todos os canis confiáveis e de boa procedência possuem registro na CBKC. Além disso, eles fornecem um contrato de compra e venda do cachorro, junto com o pedigree. 

No contrato, você irá encontrar diversas informações sobre o cão de raça e o criador, assim como valor da compra e possíveis cláusulas estipuladas pelo canil a respeito da saúde do animal ou de devoluções e trocas. 

Seguindo as dicas acima, você encontrará um criador de confiança e que trate os cãezinhos com o respeito e carinho que eles merecem. Vale ressaltar também que, se você não tiver um motivo para a compra de cães de raça, reconsidere a adoção de cachorros

Existem milhares de animais abandonados ou resgatados que procuram por um lar cheio de amor. Em parceira com a AMPARA, nós mantemos o programa PEDIGREE® Adotar É Tudo de Bom, que ajuda cãezinhos a encontrar uma família e ter uma vida digna. Clique aqui para acessar nosso site e saiba mais sobre a ação! 

_____________ 

Gostou do conteúdo? No blog PEDIGREE® você encontra diversas informações sobre como adotar um cachorro e ainda confere cuidados com a saúde, dicas para uma alimentação balanceada, e muito mais. Não perca nenhuma atualização!